Contatos

São Paulo

Rua Américo Brasiliense, 1923 - Conjunto 906 - Chácara Santo Antônio (Zona Sul) - São Paulo/SP

 (11) 3199-2930
(11) 95060-0756

Rio de Janeiro

Rua Lauro Muller, 116 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ

(21) 3195-0390

Visite o nosso site

É uníssona a expectativa dos brasileiros no sentido de que haja, ao longo de 2019, uma sólida, possivelmente ainda tímida, retomada do crescimento econômico no país, impactando em melhores resultados para os diversos segmentos da atividade econômica nacional.

Um olhar nesta direção foi apresentado no último dia 11 pela coordenadora do Boletim Macro do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/IBRE) – Sra. Sílvia Matos – por ocasião do I Seminário de Análise Conjuntural 2019.

Estima-se, segundo números apresentados pela coordenadora da FGV/IBRE, um crescimento econômico neste ano em torno de 2,1%, (outros apontam até 2,8%…), mantendo-se uma inflação ao redor de 3,8%, possibilitando a manutenção da taxa de juros – SELIC – nos patamares atuais.

Esse cenário apresentado possibilita vislumbrar uma melhor perspectiva na oferta de crédito ao mercado, impulsionando o crescimento do consumo interno como também, como reflexo, possibilitando a elevação dos índices de empregos.

O cenário é alentador na medida em que se tem a nítida percepção geral pelo mercado, de que a economia nacional, além de não estar estagnada, parou de retroceder. Isto por si só gera uma expectativa animadora que favorece incrementos tanto do lado do consumo como do lado dos investimentos corporativos.

Vale ressaltar neste diapasão o olhar de analistas para o desempenho esperado para o segmento de varejo, cujos reflexos impulsionam diretamente a atividade econômica nos condomínios logísticos.

Este olhar, segundo Betina Roxo, Analista de Varejo da XP Investimentos, indica possível crescimento das vendas no varejo, ao longo de 2019, decorrente de um cenário macroeconômico mais saudável, aliado ao aumento de vendas On Line, setor este com tendência sempre crescente de aumento dos negócios dada a força e atualidade dos canais digitais.

É prudente, portanto, que o segmento de condomínios logísticos esteja bem antenado a estes cenários conjunturalmente positivos de modo que possa usufruir das oportunidades potenciais que os novos ares de 2019 poderão propiciar.

É fato, no entanto, que estamos inseridos, também, num ambiente nacional de imprevisibilidades no que tange às políticas econômicas a serem implementadas, no que se refere à imprescindível necessidade de se conciliarem os diversos interesses dos grupos que compõem as forças políticas para a consecução das reformas previdenciária e tributária, e ainda e principalmente, as expectativas quanto às privatizações que buscam o fortalecimento de um Estado mínimo, que foque no desenvolvimento da retomada do crescimento econômico, em prol do bem social no âmbito das efetividade das políticas públicas.

O gráfico abaixo, como ilustração, mostra que as perspectivas do crescimento real do PIB em 2019,  confirmando o prognóstico da sonhada retomada do crescimento da atividade econômica nacional, sobretudo diante da realidade econômica negativa dos últimos 08 anos, podem impulsionar a nação para um maior nível de confiança, expectativa real e união de todos em prol das mudanças estruturais essenciais voltadas ao tão almejado crescimento da atividade econômica que se espera em 2019:

Fonte: BACEN

Finalmente, é natural que toda essa expectativa de que trata a explanação acima se dirige para o novo governo do país que, certamente, precisará focar firmemente na agenda das reformas estruturais, para que essas expectativas de retomada do crescimento econômico ao longo de 2019 tenham chance de se confirmar.

Até agora, na visão deste que assina este breve texto, a mensagem do novo governo na condução da nação, aponta na direção certa.


Texto escrito por: Alcebíades Cavalcanti – Diretor de Industrial e Logística

Profissional sênior do segmento imobiliário logístico e industrial, com larga experiência no setor, habilitado a contribuir com o processo decisório corporativo, tendo exercido cargos de liderança e diretoria em empresas reconhecidas e respeitadas no mercado imobiliário corporativo como Ocupantes, Jones Lang Lasalle e Colliers International. Atuação em diversos processos de negociação e fechamento de negócios imobiliários em todo território nacional para companhias nacionais e multinacionais como Procter & Gamble (P&G), Adidas, WalMart, Mercedes Benz, Cetelem, EBM Incorporações S/A, Ciser, Vicunha Têxtil, Cosan, Philips, Unisys, Exterran, Rolls Royce, Aker Solutions, Halliburton, Comgás, Nestlé, BRF, Maersk, Atlas Schindler, ELOG, Faurecia, dentre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *