Contatos

São Paulo

Rua Américo Brasiliense, 1923 - Conjunto 906 - Chácara Santo Antônio (Zona Sul) - São Paulo/SP

 (11) 3199-2930
(11) 95060-0756

Rio de Janeiro

Rua Lauro Muller, 116 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ

(21) 3195-0390

Visite o nosso site

Nossa análise trimestral do 2ºTrim./22 mostra retomada do crescimento da taxa de ocupação dos escritórios na cidade paulista.

Quando falamos da cidade de São Paulo, seus números atuais mostram 11,644 milhões de m² locáveis de escritórios em edifícios Corporate (lajes corporativas) e 5,062 milhões de m² locáveis de escritórios em edifícios Office (pequenas salas comerciais). Isso totaliza 16,707 milhões de m² de escritórios na cidade de São Paulo.

O estoque total de edifícios Corporate A+ representa 15,74%; 12,40% são edifícios Corporate A e 41,56% edifícios Corporate Classes B e C (conhecido como Outros), totalizando 69,70% de escritórios Corporate na capital. Os 30,30% restantes estão em edifícios Office.

A pandemia trouxe dissabores ao longo de 2020 e 2021, mas seus efeitos começaram a ser absorvidos pelo mercado de escritórios no final de 2021. Pelo que temos observado, essa tendência de melhora e retomada do setor segue no 1º trimestre de 2022. Por isso, o otimismo para o próximo trimestre que se aproxima nos acompanha.

Houve uma absorção líquida positiva considerável no universo de edifícios Corporate (todas as Classes) de 59.050 m², a maior desde o início da crise sanitária.

Outro destaque é sobre a taxa de vacância do Corporate A/A+, que caiu de 22,35% no final de 2021 para 22,01% no 1º trimestre de 2022; já a taxa de vacância do Corporate B e C (Outros) caiu de 20,63% para 20,20% (embora pequena não deve ser desconsiderada).

Estes dados apontam para uma retomada do crescimento da taxa de ocupação dos escritórios Corporate na cidade paulista.

Pelo segundo trimestre consecutivo, a absorção líquida é positiva e a taxa de vacância mostra uma tendência de queda regular para os próximos meses, tanto no segmento Corporate A/A+, quanto no segmento Corporate B e C (Outros).

Fonte: RealtyCorp

Além disso, a região de Alphaville (bairro nobre da grande São Paulo) também ganhou destaque por ter tido recuo na taxa de vacância. Para entender melhor, leia artigo no blog da RealtyCorp.

E para todos os números e detalhes dos mercados de São Paulo, Rio de Janeiro e de condomínios logísticos e industriais do Brasil, consulte nosso relatório completo, clicando aqui.


Texto produzido por: Redação RealtyCorp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *