Contatos

São Paulo

Rua Américo Brasiliense, 1923 - Conjunto 906 - Chácara Santo Antônio (Zona Sul) - São Paulo/SP

 (11) 3199-2930
(11) 95060-0756

Rio de Janeiro

Rua Lauro Muller, 116 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ

(21) 3195-0390

Visite o nosso site

Não é novidade que o tema mobilidade urbana vem ganhando força e sendo discutido com mais ênfase a cada ano, e que um dos grandes desafios na gestão de uma metrópole como São Paulo é o trânsito. Uma das principais queixas do paulistano é o tempo gasto diariamente nos constantes engarrafamentos do trajeto casa-trabalho-casa.

Umas das soluções encontradas para driblar essa dificuldade é o uso da bicicleta como meio de transporte alternativo. Essa prática vem crescendo de forma considerável em todo o mundo e, em particular, na cidade de São Paulo.

Além das bicicletas particulares, as pessoas têm a opção de usar bicicletas alugadas ou compartilhadas – uma tendência que vem crescendo e recebendo um grande investimento por parte de muitas startups.

De acordo com o PlanMob, o plano ciclo viário da cidade de São Paulo prevê 1.700Km de ciclovias até 2030. Atualmente São Paulo possui 468,08Km Ciclovias/Ciclofaixas.

Agora, que o número de ciclistas e o uso da magrela como meio de transporte está crescendo, é evidente, mas essa tendência pode causar algum impacto no mercado imobiliário corporativo? A resposta é sim! Na verdade, já percebemos uma mudança nos critérios estabelecidos pelas empresas para a busca dos novos edifícios de escritórios no processo de relocalização, e o que antes era considerado apenas um “adicional”, hoje se tornou umas das premissas para a escolha de um novo escritório, principalmente em um mercado bastante competitivo como o de São Paulo. Quando comparamos edifícios de mesmo padrão e preço equivalente, o bicicletário e o vestiário são grandes diferenciais.

Para comprovar esta afirmação, fizemos um levantamento em 111 edifícios Classes A e A+ localizados no eixo das ciclovias da região do Shop. Morumbi, Berrini, Faria Lima e identificamos os seguintes dados:

De acordo com os dados apurados, podemos observar que a maioria dos edifícios localizados neste eixo, que detêm um dos maiores fluxos de ciclistas, possuem bicicletário/vestiário e a taxa de vacância para este cenário atualmente está em torno de 16%. Ou seja, uma taxa de vacância menor se comparada com a taxa nos edifícios similares, que não possuem este diferencial. Claro que outros aspectos técnicos podem ter maior importância na tomada de decisão, mas é certo afirmarmos que a dupla bicicletário/vestiário torna o edifício mais atraente e mais adequado a necessidade dos usuários.

Muitos proprietários já entenderam a importância de terem bicicletário e vestiário em seus prédios e uma lei municipal aprovada em 2012 que obriga as construtoras a incluírem bicicletários em seus projetos ajudou a acelerar este movimento. A maioria dos edifícios mais novos já foram concebidos contemplando essa infraestrutura, enquanto os edifícios mais antigos tiveram que se adaptar a essa realidade. Vale destacar que uma das principais razões para o funcionário não usar a bicicleta como meio de transporte para ir ao trabalho é não ter um lugar adequado para tomar banho, portanto, não só o bicicletário, mas também um vestiário confortável e capaz de atender a demanda das pessoas é fundamental para uma avaliação positiva do potencial locatário.

Alguns edifícios de São Paulo já oferecem o serviço de bikesharing que disponibiliza bicicletas para os condôminos usá-las e devolvê-las no mesmo edifício ou em qualquer outro edifício de mesma propriedade ou gestão. Para o tomador de decisão das empresas ocupantes, poder contar com este tipo de estrutura e outras opções de mobilidade no local de trabalho faz uma grande diferença no dia-a-dia, proporcionando um aumento na qualidade de vida e consequentemente na produtividade dos seus colaboradores.


Formado em gestão de empresas e com especialização em CORPORATE REAL ESTATE ASSET MANAGEMENT pela FDTE, com mais de 12 anos de experiência na área comercial, atuando no mercado imobiliário corporativo com foco na representação de empresas nacionais e internacionais. Orientando e transmitindo valioso conhecimento do mercado de forma a sustentar as decisões de negócios. Conduziu projetos de novas locações, expansões, renovações, renegociações e rescisões de contratos de locação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *